Em entrevista sobre a lista da PGFN (Procuradoria Geral da Fazenda) com mais de 500 empresas em débito com a previdência concedida a emissora Record News Paraná, o advogado Cassius Vinicius Lobo da Gestão Tributária do escritório, destaca que há uma alta probabilidade do valor devido não ser recuperado pelos cofres públicos, pelo fato de algumas empresas estarem falidas ou por priorizar em consequência da alta taxa de juros do Brasil o pagamento de dividas trabalhistas e bancárias.

 

Veja a matéria completa em https://goo.gl/tmSZ78

Avatar
Cassius Lobo