Menu

Expertise KM – Projetos

Compartilhe esse conteúdo

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

O advogado e internacionalista, Filipe Küster, que é Diretor de Projetos e Relações Internacionais do Küster Machado, conversou conosco sobre a área de projetos e os diferenciais na atuação na coordenação da estratégia do escritório. Confira!

News KM: Filipe, como nasceu a área de projetos no Küster Machado?

Filipe Küster: A área de projetos foi fruto de uma proposta que apresentamos em 2012 com o objetivo de criar no escritório uma área que centralizasse todos os assuntos que não eram acompanhados pela direção por conta do fluxo intenso do dia a dia no escritório. Assim como em outras organizações, os tomadores de decisões no escritório são bastante atarefados com tarefas e projetos das suas áreas, então, percebi que havia essa oportunidade de iniciar uma coordenação destes projetos, imprimindo um ritmo mais ágil na concepção das ideias e na gestão das entregas. Lá atrás nós começamos a trabalhar, com temas mais residuais, como gestão de processos internos, marketing e comunicação. E isso foi evoluindo. A medida que nos envolvíamos com as áreas jurídicas e com as áreas do negócio, percebíamos o entrelaçamento das ideias que surgem no dia a dia do negócio mas que frequentemente são esquecidas. Nos apropriamos de temas centrais e estratégicos que vão de projetos de tecnologia, como as automações, até o design de serviços para as áreas jurídicas, coordenando estratégias de crescimento e de aceleração para o escritório inteiro.

News KM: Quais são as funções, atualmente, da área de projetos?

Filipe Küster: Nós trabalhamos com alguns eixos. Temos o eixo da comunicação, que vai desde a produção de conteúdo geral do escritório, relacionamento com imprensa, a gestão de parceiros, a exposição, a curadoria, desenho e execução de eventos de impacto. Também temos a área de marketing, que trabalha basicamente com o envelopamento dos serviços e também por meio de eventos e parcerias, mídias sociais, site, entre outros. Temos a área de estratégia que, basicamente, atua a partir do negócio, com o planejamento estratégico do escritório e suas áreas, gestão de métricas e de projetos. Nós contamos, atualmente, com uma matriz de mais de 20 projetos em andamento, que são coordenados por várias equipes. Tudo isso ligado à tecnologia. Ou seja: atuamos no design do serviço e do negócio.

Além disso, contamos com uma área de relacionamento internacional, que engloba intercâmbios, parcerias com clientes e com outros projetos, que também vem da minha formação em Relações Internacionais.

News KM: Qual é a importância de uma área de gestão de projetos em um escritório de advocacia?

Filipe Küster: É justamente aquilo que comentava, é a oportunidade de ocupar um espaço que não é preenchido, pois os escritórios de advocacia, até os de médio porte e muitos do Brasil, têm grandes operações, são empresas, e a gente está, no dia a dia, imersos em ideias, em estratégias, em projetos, em metas e temos que entender como transformar essas ideias em ações. Então essa área de gestão de projetos é basicamente uma área transversal no escritório, ela trabalha desde a otimização de processos internos, como também a estratégia macro do negócio, como abertura de áreas e exploração de mercados É justamente para dar essa organização e inteligência para entregar ao negócio uma execução mais assertiva dos objetivos. Nossa função principal no negócio é auxiliar as áreas a terem uma visão mais clara do que precisa ser feito, transformando ideias em ações e coordenando projetos para que eles não gastem mais tempo do que o necessário.

News KM: Filipe, quais são as ferramentas e métodos que vocês usam na área de gestão de projetos para entregar performance na execução destas ações?

Filipe Küster: O interessante de uma área de gestão de projetos é que muitas possibilidades são permitidas. E é fundamental que tenhamos um conhecimento multidisciplinar porque para cada desafio no negócio, muitas vezes mais de uma ferramenta é usada. No geral trabalhamos bastante com gestão ágil de projetos e tarefas, como Scrum, ferramentas de Six Sigma e Lean Management acopladas umas às outras porque a área de serviços têm suas particularidades. Trabalhamos muito com a mentalidade do Design Thinking, de seguir arcos de prototipação antes de realizar a execução completa de um projeto. Inclusive, eu considero este um dos elementos mais importantes, que é basicamente o tipo de mentalidade que nos guia na execução dos projetos: o de ter muito claro o que precisa ser feito, prototipando antes componentes menores para validar a nossa ideia. Já caímos muito em armadilhas de ter uma ideia complexa e iniciar a execução do projeto para perceber no meio do caminho que a entrega ou era muito grande ou pequena para as nossas necessidades. Hoje conseguimos centralizar apenas projetos estratégicos e nos certificar de que estas ideias serão executadas de maneira ágil, gastando apenas os recursos necessários para as suas entregas. Isto nos dá a responsabilidade de auxiliar as áreas de negócio do escritório a ter uma mentalidade mais orientada para resultados e nos guiando pelos indicadores de qualidade que definimos.

Küster Machado Advogados Associados
Com 30 anos de relevância no mercado nacional de advocacia, o Küster Machado se destaca pela sua infraestrutura e portfolio de clientes voltado ao atendimento capilarizado em mais de 20 áreas do Direito e de segmentos econômicos especializados, com sedes próprias em São Paulo, Curitiba, Londrina, Florianópolis e Blumenau. Mesclando a prestação de serviço nas áreas contenciosas e consultivas, fornece uma solução one-stop-shop aos clientes no segmento empresarial cujas operações de negócio estão situadas em todo o território nacional. Como diferencial, o escritório tem uma expertise em tecnologia que resulta na inteligência jurídica de sistematizar dados e fornecer informações em tempo real para os clientes, dedicando gestão especializada no trato das carteiras com fornecimento de performance aos negócios dos clientes. Conta com equipes de advogados especializados nas matérias o que permite a entrega de resultados personalizados para cada segmento econômico.

Posts Anteriores

Visão de Negócios – Dr. Cadri Massuda, Clinipam

Nesta edição conversamos com Dr. Cadri Massuda, diretor executivo da Clinipam, operadora de plano de saúde paranaense, que foi adquirida recentemente por meio de uma operação de aquisição societária pela gigante Notre Dame.

Visão de Negócios – Angela Fey, Novozymes

Nesta edição conversamos com Angela Fey, gerente regional de Sustentabilidade da Novozymes para a América Latina. Ela fala sobre os desafios e oportunidades da indústria no combate ao aquecimento global.